Comando para Ignorar Faixa de Opções
Ir para o conteúdo principal
Notícias do Ecad
Distribuição de direitos autorais bate recorde em 2010
 

A classe artística tem muitos motivos para comemorar os resultados apresentados pelo Ecad no ano de 2010: o valor distribuído aos compositores, intérpretes, músicos, editores e produtores fonográficos cresceu 9 % em relação a 2009, totalizando cerca de R$ 346,5 milhões e beneficiando 87.500 titulares. A música brasileira continua tendo destaque, já que das obras musicais contempladas 77% foram nacionais e 23% estrangeiras. Nos últimos cinco anos, a distribuição dos direitos autorais aumentou 68%, demonstrando os avanços dos processos adotados pela instituição, sobretudo do ponto de vista tecnológico, principalmente devido ao fato da empresa desenvolver internamente os seus próprios sistemas informatizados. Alguns segmentos apresentaram significativo aumento nos valores distribuídos, entre eles: Cinema (96%), Carnaval (24,3%), Festa Junina (18,7%) e Música ao Vivo (11,63%).

Distribuir um valor recorde de direitos autorais como este começa com um profundo trabalho de planejamento estratégico através da definição de diretrizes e estratégias que vão nortear todas as ações e principais projetos do Ecad.

Este sucesso tem início com uma eficiente estratégia de arrecadação. Em 2010, o Ecad arrecadou R$ 432,9 milhões, o maior crescimento dos últimos sete anos. Vários fatores contribuíram para este crescimento como o cadastro de novos usuários de música, entre eles, os do segmento de Mídias Digitais e de grandes redes de lojas; a abertura de novas unidades com potencial de arrecadação (aumentando a capilaridade de atuação do Ecad); manutenção do foco na arrecadação de varejo (estabelecimentos comerciais) e a recuperação de débitos de usuários inadimplentes através de uma Central de Teleatendimento própria focada na cobrança de direito autoral.  

Os segmentos com maior crescimento foram: Mídias Digitais (361,3%), Shows (23,6%), TV aberta e por assinatura (22,2%), Casa de Diversão (21,2%), Academia (16,7%), Sonorização Ambiental (13,7%, incluindo lojas comerciais e restaurantes) e Hotel/Motel (9,3%).

Além disso, diversos fatores contribuíram para os bons resultados apresentados pelo Ecad em 2010: investimento em novas soluções tecnológicas que vêm aprimorando os processos de arrecadação e distribuição de direitos autorais; o aumento na estrutura de captação das músicas executadas; investimentos na qualificação das equipes e no controle dos processos; e a manutenção do trabalho constante de comunicação dirigida aos usuários de música e formadores de opinião de diversos segmentos, focado na conscientização sobre a importância do pagamento do direito autoral e o esclarecimento sobre o trabalho realizado pelo Ecad.

Outro fator determinante para o sucesso dos números do Ecad em 2010 foi o positivo desempenho da instituição contra os usuários inadimplentes na esfera do Judiciário. Os valores arrecadados em vitórias judiciais chegaram a aproximadamente R$ 86,5 milhões, com destaque para as conquistas obtidas contra a rede de TV Bandeirantes e as TVs por assinatura,  TVA SP, Net Rio de Janeiro e Net Santa Catarina, além de vitórias contra conhecidas casas de shows, hotéis, estabelecimentos comerciais e cinemas.

Também merece destaque o crescimento constante do seu banco de dados, que atualmente conta com o cadastro de cerca de 418 mil usuários de música, 2,311 milhões de obras musicais, 862 mil fonogramas, 71 mil obras audiovisuais e, principalmente, com mais de 342 mil titulares de música cadastrados, sendo considerado um dos maiores da América Latina.

Destaques de 2010

Em 2010, foram realizados, pela primeira vez, dois novos tipos de distribuição: Casas de Festas e Mídias Digitais. Sempre preocupado em remunerar de forma eficiente os titulares de música, o Ecad buscou aumentar o time de profissionais que realizam as gravações das músicas utilizadas em shows e música ao vivo, chamados de “técnicos de distribuição”. A equipe de técnicos cresceu 50% e, como conseqüência, o percentual de cidades cobertas pelas gravações aumentou em 110%. Este aumento do quadro funcional também gerou um aumento na captação de obras musicais que compõem as amostras de música ao vivo, o que permitirá uma distribuição ainda mais justa aos artistas que têm suas músicas executadas nestes segmentos.

Como resultado tanto do crescimento da arrecadação deste segmento quanto do aumento da estrutura de captação das músicas, foram distribuídos valores referentes a 41.573 shows, equivalentes a 1.220.852 execuções musicais captadas pelo Ecad. O valor total repassado aos titulares provenientes deste segmento foi de R$ 57.024.621,30.

Importantes acordos foram fechados com usuários de música como o canal de vídeos Youtube e o grupo Box Cinemas, que passaram a pagar direito autoral. No segmento de sonorização ambiental, o maior destaque foi a assinatura de contratos com grandes redes de lojas como a multinacional Starbucks e as redes Multicoisas, Di Santini e Ellus.

Os avanços tecnológicos têm tido um importante papel na evolução do Ecad, especialmente porque as soluções são desenvolvidas internamente, por sua própria equipe de Tecnologia da Informação de acordo com as necessidades específicas do Ecad. Equipamentos como o Ecad.Tec Móvel, solução móvel utilizada pelas equipes externas de arrecadação; e o Ecad. Tec Som, que permite a gravação automática de shows e música ao vivo, já fazem parte do dia a dia da instituição, trazendo ganhos enormes da qualidade das atividades e produtividade dos funcionários. A Central de Teleatendimento focada na recuperação de débitos é outro destaque, estando equipada com o que há de mais moderno em tecnologia para call center.

Em 2010, foi realizado o pré-lançamento de uma das mais importantes tecnologias desenvolvidas pela instituição: o Ecad.Tec CIA Rádio, sistema pioneiro desenvolvido pelo Ecad em parceria com a universidade PUC-Rio para automatizar os processos de captação, gravação e identificação das músicas executadas em rádios AM e FM em diversos pontos do Brasil. A tecnologia, que já se encontra implantada em algumas capitais, será oficialmente lançada no primeiro semestre de 2011 e trará mais agilidade e transparência ao processo de distribuição dos direitos autorais, o que beneficiará milhares de artistas que têm suas músicas executadas nas rádios.

A campanha “Vozes em defesa dos direitos autorais” obteve importantes reforços no time de artistas que concederam, de forma gratuita, depoimentos sobre a importância do direito autoral para a vida dos profissionais que movem a cadeia produtiva da música. Em 2010, a campanha contou com a participação de Victor Chaves, da dupla “Victor & Leo”, que pela terceira vez consecutiva obteve a 1ª colocação no ranking de autores com maior rendimento de direitos autorais em todos os segmentos de execução pública musical. Reforçando o time de artistas que participantes estão Sandra de Sá, Saulo Fernandes (Banda Eva), Alexandre Peixe, Ramón Cruz, Serginho Moah (Papas da Língua), Rafa Machado (Chimarruts), Fábio Vargas (Tchê Guri) e Elton Saldanha. No total, a campanha já conta com a participação de 25 artistas e 2 herdeiros.

No ano que passou, o Ecad recebeu mais dois importantes prêmios: pela segunda vez a instituição conquistou o prêmio Isto É Dinheiro Responsabilidade Social – Segmento Serviços Diversos (2008 e 2010), e pela terceira vez, o Ecad foi agraciado com o certificado de Empresa Cidadã (2007, 2008 e 2010). Um reconhecimento à sua política de responsabilidade corporativa e valorização de suas equipes, altamente especializadas no segmento de “direito autoral” e comprometidas com a defesa da música e do trabalho de compositores e artistas que contribuem para o desenvolvimento da cultura.

 

 

RANKING DOS AUTORES COM MAIOR RENDIMENTO - ANO 2010

 

Em todos os segmentos de execução pública musical, entre eles, Shows e Eventos, Rádio, TV, Música ao Vivo, Sonorização Ambiental etc. - Os 20 mais

 

 

1 - Victor Chaves* (da dupla “Victor & Leo”)

2 - Sorocaba** (da dupla “Fernando e Sorocaba”)

3 - Nando Reis

4 - Roberto Carlos

5 - Dorgival Dantas

6 - Euler Coelho***

7 - Paul Mc Cartney

8 - Lulu Santos

9 - Erasmo Carlos

10 - Djavan

11 - Jorge Ben Jor

12 - Rick (da dupla “Rick e Renner”)

13 - Herbert Vianna

14 - Caetano Veloso

15 - Carlinhos Brown

16 - Gilberto Gil

17 - Durval Lelys (da banda “Asa de Águia”)

18 - Manno Góes (da banda “Jammil e uma Noites”)

19 - Cesar Augusto****

20 - John Lennon

 

* Victor Chaves ocupa o primeiro lugar no ranking há 3 anos.

 

** Sorocaba é autor de músicas como Paga pau, Da cor do pecado e Madri, interpretadas pela dupla “Fernando e Sorocaba”, além de sucessos interpretados por Luan Santana como Meteoro, Tô de cara, A louca e Adrenalina.

 

*** Euler Coelho é autor da música “Chora me liga”, sucesso interpretado pela dupla João Bosco & Vinícius e pelos grupos Aviões do Forró, Pique Novo, Djavú, entre outros. Também é autor de músicas como “Voa beija-flor”, interpretada por Jorge e Mateus, e “Quero provar que te amo” e “Meu mundo gira”, também interpretadas por João Bosco & Vinícius.

 

**** Cesar Augusto é autor de músicas como “Dor de amor não tem jeito” e “Um sonhador”, interpretadas por Leonardo; “Vem provar de mim”, por Chitãozinho e Xororó, “A paixão acaba sempre assim”, por Daniel, entre outros sucessos.

 

 

 

 

Autores com maior rendimento somente em shows - ANO 2010 - Os 20 mais (não estão incluídas as execuções em outros segmentos como rádio, TV, música ao vivo, sonorização ambiental etc).

 

1 - Victor Chaves

2 - Paul Mc Cartney

3 - Sorocaba

4 - Durval Lelys

5 - John Lennon

6 - Carlinhos Brown

7 - Manno Góes

8 - Jorge Ben Jor

9 - Dorgival Dantas

10 - Alexandre Peixe

11 - Nando Reis

12 - Euler Coelho

13 - Herbert Vianna

14 - Beto Garrido*

15 - Lulu Santos

16 - Alaim Tavares**

17 - Rick (da dupla “Rick e Renner”)

18 - Bell Marques (da banda Chiclete com Banana)

19 - Pinochio***

20 - Thiaguinho (do grupo Exaltasamba)

 

* Beto Garrido é autor de músicas como “100% você, “A fila andou”, “Não vou chorar” e “Voa voa”, todas em parceria com Alexandre Peixe.

 

** Alaim Tavares é autor de músicas como “Cadê Dalila”, “Rapunzel”, “Na base do beijo”, “Levada louca” e “Arerê”.

 

*** Pinochio é autor de músicas como “Do lado esquerdo”, interpretada por Cesar Menotti e Fabiano; “O batidão de Goiás”, por Guilherme & Santiago; “Bebo PA Carai”, por Edson e Hudson; e “Peão apaixonado”, pela dupla “Rio Negro e Solimões” e pelo cantor Daniel.

 

 

 

 

 

 

Músicas mais executadas somente em shows – ANO 2010 - As 20 mais (não estão incluídas as execuções em outros segmentos como rádio, TV, música ao vivo, sonorização ambiental etc).

 

1- Chora me liga (Euler Coelho)

2 - Praieiro (Manno Góes)

3 - Quebra aê (Durval Lelys)

4 - Beijar na boca (Blanch Van Gogh e Roger Tom)

5 - 100% você (Alexandre Peixe e Beto Garrido)

6 - Pode chorar (Dorgival Dantas)

7 - País tropical (Jorge Ben Jor)

8 - Rebolation (Nenel e Leo Santana)

9 - A fila andou (Alexandre Peixe e Beto Garrido)

10 - Exttravasa (Adson Tapajós, Jean Carvalho, Zeca Brasileiro e Sérgio Rocha) 

11 - Cadê Dalila (Carlinhos Brown e Alaim Tavares)

12 - Borboletas (Victor Chaves)

13 - Você não vale nada (Dorgival Dantas)

14 - Na base do beijo (Alaim Tavares e Rita de Cássia)

15 - Meteoro (Sorocaba)

16 - Não quero dinheiro (Tim Maia)

17 - Eva (Katamar, Ficarelli e UMTO - Umberto Tozzi)

18 - Coração (Dorgival Dantas)

19 - Beber, cair e levantar (Bruno Caliman, Marcelo Marrone, Thiago Basso)

20 - Simbora (Daniel Ramon e Rafael Pereira)

 

Receba notícias do Ecad:

Viver a música.
Sentir a música.

O Ecad está mudando. Uma nova forma de expressar harmonia, sintonia e parceria está surgindo. Somos apaixonados por música. Trabalhamos para articular todos os agentes da cadeia criativa e, assim, impulsionar a música enquanto arte e enquanto negócio.

Aguarde novidades.
Um novo site está em construção.